Balanço de Visitantes dos Museus e Palácios do IMC – 2008

duomo-florenca

Duomo Florença
©Ana Carvalho, 2006

Divulgamos informação veiculada na Lista de discussão MUSEUM sobre o balanço do n.º de visitantes de 2008 relativamente aos museus e palácios dependentes do Instituto dos Museus e da Conservação. Tudo indica que o saldo é bastante positivo!

O número total de visitantes nos museus e palácios do Instituto dos Museus e da Conservação no ano de 2008 foi de 2.358.232, o que representa um aumento de 3 % em relação ao ano anterior.

Os maiores picos de afluência registaram-se nos meses de Maio (280.551), ilustrando de forma clara o impacto das celebrações em todo o País do Dia Internacional de Museus e da Noite dos Museus, e em Agosto (317.361). Este aumento estará relacionado com o período de férias, mas também a iniciativas como o projecto-piloto 5.as à Noite nos Museus. Verão 2008 que, durante dois meses, disponibilizou em 4 museus de Lisboa um programa cultural diversificado, para o qual se prolongou o horário de funcionamento dos museus até às 23h00.

Entre as exposições mais visitadas durante o ano de 2008 destacam-se “Olhar de Perto. Os Primitivos Flamengos do Museu de Évora” (Museu Nacional de Arte Antiga), “D. Carlos, um Homem do seu tempo” (Museu Nacional dos Coches) e “Rituais de Inverno com Máscara” (Museu Nacional de Soares dos Reis).


3 thoughts on “Balanço de Visitantes dos Museus e Palácios do IMC – 2008

  1. JHSP

    É apenas uma questão de disfarçar números que a bem dizer nem sao favoráveis!…. e até são aparentemente incalculáveis. Afirma-se que o numero de visitantes aos museus aumentou; na verdade “aumentou” o número de visitantes dos palácios…. e agora surge a grande questão: para 2007 o IMC Só dispunha de valores para a segunda metade do ano de 2007, se tanto… depois dizem que ocorreu um aumento de x% nos visitantes aos palácios em 2008 por comparação com o ano de 2007… como o podem fazer se não têm dados referentes a todo o ano de 2007?

    Responder
  2. pedrozog

    O nº de visitantes/utentes/clientes como se queira denominar, é um bom indicador de performance para um museu. No entanto so isso não chega para aferir com exactidão qual a performance destas organizações públias que gerem dinheiros publicos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.