Catálogo da Exposição Lá Fora

la-fora

Catálogo: Artistas Portugueses LÁ FORA
Edição: Museu da Presidência da República, 2009
Descrição Física: 371 p.
ISBN: 978-972-8971-42-7

Este é o catálogo da exposição Lá Fora (16 Janeiro-15 de Março) que decorreu no Museu da Electricidade – Central Tejo, em Lisboa. Reuniu um vasto conjunto de obras e artistas plásticos portugueses, desde os “históricos” às novíssimas gerações, que têm em comum o facto de viverem e trabalharem fora do território nacional.

Contando já com uma primeira edição, na cidade de Viana do Castelo, por ocasião das comemorações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, a exposição Lá Fora, significativamente ampliada, viajou até Lisboa, numa parceria entre o Museu da Presidência da República e a Fundação EDP.

Num dos espaços expositivos mais carismáticos da capital, apresentaram-se cerca de duas centenas de obras, entre pintura, desenho, fotografia, instalação, escultura e vídeo, que dão a conhecer, de forma representativa, o trabalho desenvolvido por 67 criadores portugueses residentes em vários países da Europa, América do Norte e América do Sul, e integrados com sucesso nos circuitos da arte contemporânea.

Comissariada pelo historiador de arte João Pinharanda, esta mostra contou com nomes como Paula Rego, João Penalva, Edgar Martins, entre outros, do Reino Unido; Rui Calçada Bastos, Filipa César, Adriana Molder ou Noé Sendas, da Alemanha; vindos do Brasil, Fernando Lemos, Ascânio MMM e Artur Barrio; Júlio Pomar ou Rui Patacho, de França; da Holanda, Júlia Ventura e Maria Beatriz. E, ainda, artistas vindos da Suíça, Argentina, Luxemburgo, Itália, Espanha, Canadá e EUA, neste último caso com várias representações, entre as quais, Carlos Bunga, Rigo, Carlos Roque ou José Carlos Teixeira.

Além dos nomes mais reconhecíveis pelo público português, refira-se Francisco da Mata, radicado na Suíça, Maria Loura Estêvão (vídeo) e Gérald Petit (fotografia), residentes em França, Marco Godinho, residente no Luxemburgo, ou, ainda, o nova-iorquino Michael de Brito (pintura), todos luso-descendentes e com um percurso artístico consistente em termos internacionais.
Foi também ocasião para a exibição de alguns trabalhos inéditos, como as mais recentes esculturas Billboard Cities, de Susana Gaudêncio, ou a série de desenhos Absolut Boredom – Mundo sobre Mundo sobre Mundo, de Catarina Dias. Para o local foi ainda concebida uma pintura mural (acrílico) por um dos novos nomes da arte contemporânea europeia – Marco Godinho.

Diversas linguagens, diversos suportes e técnicas, diferentes gerações. Artistas consagrados e novos artistas que emergem com segurança na actualidade. Artistas com obra desterritorializada e artistas que reflectem e questionam, no seu trabalho, mobilidades e pertenças.
Constituindo um primeiro levantamento da arte portuguesa contemporânea produzida em contexto migratório, esta exposição abriu portas a novas recolhas e novas abordagens capazes de enriquecer este sempre incompleto mapa da presença portuguesa no mundo.

(textoi adaptado nota de imprensa sobre a exposição)
Mais informações:

www.museu.presidencia.pt
www.fundação.edp.pt



Citar este post
Ana Carvalho (2009, 24 Março). Catálogo da Exposição Lá Fora. No Mundo dos Museus. Recuperado em 23 de Junho de 2024, de https://doi.org/10.58079/sd7f

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.