Pós-Graduação em Património Cultural Imaterial

Teve início a semana passada o primeiro curso de pós-graduação em Património Cultural Imaterial (PCI) na Universidade Lusófona. O curso tem a duração de um trimestre e apresenta um conjunto de disciplinas bastante diversificado (Museus e o Património Cultural Imaterial, Literatura Oral Tradicional, Folclore e Folclorização, História e Teoria do Património Cultural, Abordagens Antropológicas do Património Cultural Imaterial, Artes e Ofícios, Sociologia das Comunidades, Etnomusicologia, Teatralidades e Performances Tradicionais, etc.)

De acordo com o director do curso, Luís Marques, “este Curso vem preencher uma lacuna que se vinha verificando ao nível académico. A sua realização procura corresponder à necessidade de apoio técnico-científico a sectores fundamentais da vida do país, como é o caso das Autarquias, dos Museus e do Turismo, bem como ao Associativismo Cultural e a Licenciados em Património, Ciências Humanas e Sociais ou em Artes e Gestão da Cultura”.

Esta iniciativa reflecte, em grande medida, a relevância que parece assumir o PCI no enquadramento internacional da cultura promovido pela UNESCO e as políticas culturais nacionais que confirmam o interesse em olhar para o património de uma forma mais abrangente. A diversidade de backgrounds académicos e a proveniência geográfica do grupo de alunos inscritos nesta pós-graduação sublinham, por um lado, a emergência deste interesse, marcado pela necessidade de reflectir sobre os novos paradigmas de salvaguarda do património, pela vontade de implementar práticas no terreno e, sublinha também a diversidade de actores que estão implicados quando falamos de património.

Pode conhecer melhor o curso aqui:
http://www.ulusofona.pt/index.php/ensino/escolas-faculdades-e-institutos/faculdade-de-ciencias-sociais-e-humanas/pos-graduacoes/pos-graduacao-em-patrimonio-cultural-imaterial.html


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.