Call for papers: Processos de musealização

Imagem onde se vê um retrato de família exposto numa vitrine

Museu Emigração Açoriana 2013 © Ana Carvalho

Entre 5 e 7 de Novembro de 2014 terá lugar um seminário de investigação de carácter internacional dedicado aos processos de musealização organizado pela Universidade do Porto (Doutoramento em Museologia). O call for papers termina a 30 de Junho. Encontra mais informação no site da conferência: 

http://processosdemuseali.wix.com/conferenciaflup2014

****

Apresentação

O Seminário Internacional de Investigação “Processos de Musealização” é organizado no âmbito da Unidade Curricular Estudos de Museus e Curadoria do 3.º Ciclo de Museologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, desenvolvendo diferentes linhas de investigação deste Doutoramento: Museus, Coleções e Património; Museus, Património e Conservação Preventiva; Museus, Espaço e Comunicação; Museus e Curadoria.

Como em ocasiões anteriores, este Seminário Internacional pretende afirmar-se como um encontro de investigação multidisciplinar, procurando participações de diferentes áreas e tradições disciplinares e metodológicas, contribuindo, desta forma, para a construção de territórios e práticas de investigação contaminadas. Os estudos teóricos que relacionem criticamente o campo da teoria com as práticas são especialmente bem-vindos.

As diferentes dimensões dos processos de musealização vêm sendo cada vez mais compreendidas enquanto aspetos centrais para pensar os museus como artefactos sociais e produtores de conhecimento. O Seminário pretende ser um espaço para discutir os processos de musealização, explorando os desenvolvimentos teóricos do pensamento museológico contemporâneo e destacando como a sua materialização acontece nas suas práticas.

Objetivos

Este Seminário de Investigação tem como principal objetivo o aprofundamento da reflexão e das práticas de investigação no campo da museologia, envolvendo diferentes saberes e diferentes olhares, participando ativamente na construção de uma comunidade de prática que apoie a discussão e o desenvolvimento de projetos de investigação comuns. Durante o Seminário poderá:

  • conhecer estudantes e investigadores de outros programas de doutoramento e países;
  • familiarizar-se com o estudo e investigação desenvolvida na UP (currículo, corpo docente, equipamentos, possibilidades de trabalho de investigação, informação em primeira mão sobre possibilidades de intercâmbio de estudantes, organização estudantil local e nacional, etc.);
  • informar-se sobre programas e eventos relacionados com museologia que decorrem atualmente no Porto e em Portugal;
  • promover inter-relações internas e externas entre as diferentes universidades envolvidas;
  • networking com instituições-chave.

Temáticas

a) Processos de musealização e práticas de mediação:
Objectos performativos
Memória e construção de significados
Afetividade e storytelling
Criticidades
Criatividade
Públicos da cultura
Democracia cultural
Interpretação

b) Processos de musealização, coleções e património
Poéticas de colecionar
Práticas de desmaterialização
Paisagens biográficas
Processos de documentação
Digitalização
Storytelling e documentação
Reutilização da informação (COPE)
Museologias Participativas
Museus e Políticas Identitárias
Museus e Desenvolvimento Sustentável
Interpretação/Mediação de Recurso Culturais
Exposição como Subtexto
Interpretação Póscolonial

c) Processos de musealização e curadoria
Teoria e história das exposições
Documentação de exposições
Modelos e estratégias expositivas
Exposições e comunicação
Exposição como medium e lugar de criação artística

d) Processos de musealização e conservação preventiva
História e teoria da conservação preventiva
Vulnerabilidades
Modelos e práticas de avaliação de risco
Alteração/dano/perda
Caraterização e documentação
Previsão e profilaxia
Comunicação
Responsabilidade partilhada/redes colaborativas/sinergias
Valor
Resiliência


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.