A Evolução da Zoologia e dos Museus de História Natural em Portugal

Tropenmuseum - história natural

Ceríaco, Luís. 2014. A Evolução da Zoologia e dos Museus de História Natural em Portugal. Tese de doutoramento em História e Filosofia da Ciência, especialização Museologia, Universidade de Évora. Tese defendida a 20 de Outubro. Júri: José Alberto Machado, Fátima Nunes, Pedro Sousa Dias, Ana Cardoso Matos, João Brigola, Luís António Vicente, Paulo Oliveira e Luís Alfredo Baratas Díaz.

Resumo:

Os estudos zoológicos modernos e o estabelecimento de coleções de história natural no país remontam à segunda metade do século XVIII e mantiveram-se ao longo do século XIX e XX até aos dias de hoje. O seu desenvolvimento terá sido influenciado por circunstâncias políticas, económicas e sociais, que ora os estimularam, ora os retraíram. No entanto, desde a fundação de Real Gabinete de História Natural da Ajuda por Domingos Vandelli e da adoção do sistema lineano, à fama internacional da secção Zoológica do Museu Nacional de Lisboa dirigida por Barbosa du Bocage, o país manteve-se sempre a par das ideias e teorias modernas, adotando práticas comuns e contribuindo direta ou indiretamente para o conhecimento da fauna principalmente de origem ibérica, africana e brasileira. As coleções para além de resultado direto do esforço colecionista, e base material para a investigação de então, mantêm-se ainda hoje como um importante património histórico-científico a preservar.

The Evolution of Zoology and Natural History museums in Portugal

Abstract:

Modern zoological studies and the establishment of natural history collections in Portugal date back to the second half of the eighteenth century, and have run through the nineteenth and twentieth centuries to the present day. Their development has been influenced by political, economical and social circumstances, that either stimulated them or not. However, since the foundation of the Ajuda Royal Cabinet of Natural History by Domingos Vandelli, to the international prestige of the National Museum of Lisbon Zoological Section directed by Barbosa du Bocage, the country has remained abreast of the modern theories and ideas, adopting common practices and directly or indirectly contributing to the knowledge of Iberian, Brazilian and African faunas. Further from being the result of collecting efforts and being the material base to past investigations, the collections remain today as an important historical and scientific heritage to be preserved.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.