Arquivo da Categoria: Conservation

"As Colecções à Nossa Guarda – Preservação e Conservação de Documentos Gráficos", 29 Nov. 2007

conf-as-coleccoes-a-nossa-guarda.jpg

No próximo dia 29 de Novembro terá lugar IV edição das Conferências do Cenáculo, subordinadas ao tema “As Colecções à Nossa Guarda – Preservação e Conservação de Documentos Gráficos”.

Local: Biblioteca Pública de Évora | 09:30-18:00 horas

Consulte o programa aqui:
http://www.cidehus.uevora.pt/

www.e-conservationline.com

revista-restauro-1.jpg

Divulgamos aqui o primeiro número da revista http://www.e-conservationline.com/, que já se encontra disponível online para descarregar.

INDEX – No. 1, October 2007

*News – 2007 Summer Worksites

*The Conservation of the Mural Paintings from the Assumption Church, Humor
Monastery, Romania
By Teodora Poiata and Rui Bordalo

*The Lamo Centre at the Munshi House, Leh, Ladakh
By Anca Nicolaescu

*Conference Review
Directions in Preventive Conservation,
26-29 September 2007, Sibiu, Romania

*Open Access
Introduction: Discussion of e-conservationline Poll Results

*Interview with Ioan Istudor
A Lifetime Dedicated to Conservation Science
By Anca Nicolaescu and Teodora Poiata

*Conservation Project
Leh Old Town – Conservation Project, Ladakh, Indian Himalayas
By André Alexander and Andreas Catanese

*Conservation of Paintings
Choosing Varnishes. In Between the Concept and the Reality Falls the Practicing
Conservator…
By Christabel Blackman

*Care of Collections
Creating Enclosures Using Microsoft Excel
By Shelagh Linklater

*Case Study
The Church of Sucevita Monastery – The Conservation of Mural Paintings
By Anca Dina

*Conservation Education in Belgium
By Rui Bordalo

*Portrait
Information and Knowledge. Management of Cultural Heritage
Case Studies from the Work of the Foundation for Information Society
By Lia Bassa

*Documentation for Architecture Conservation:
La Villetta Cemetery in Parma, Italy
Cemeteries as Heritage Monument
By Michela Rossi

*La Villetta, the Main Cemetery in Parma
By Michela Rossi

*A Cemetery Information System
By Cecilia Tedeschi

*Heritage in Danger
Introduction; Call for Papers

*Book Review
Introduction to the Preventive Conservation of Textiles
A book by Christos Karydis

Mais informações:

e-conservation magazine
general@e-conservationline.com
http://www.e-conservationline.com/

Conf: Igrejas Tardo-Antigas e Alto-Medievais do Alentejo: conservação e valorização"

castelo-de-portel.jpg

©Castelo de Portel (Flickr), 2007

No dia 24 Nov., Portel terá lugar em Portel uma conferência intitulada “Igrejas Tardo-Antigas e Alto-Medievais do Alentejo: conservação e valorização”, por Rafael Alfenim (IGESPAR), no Auditório Municipal pelas 16 horas. O evento integra-se no Ciclo Vera Cruz de Marmelar: História, Arquitectura, Arte.

Mais informações:
Câmara Municipal de Portel
Praça D. Nuno Alvares Pereira 7220 – 375 Portel
Telefone: 266 619 030 | Fax: 266 611 347

Tel.: 266 619 030; Fax: 266 611 347
E-mail: cmportel@netvisao.pt;
http://www.portel.pt

I Jornadas de Arqueologia e Património da Associação dos Arqueólogos Portugueses

museu-das-ruinas-do-carmo.jpg

Museu Arqueológico do Carmo nas ruínas do convento do Carmo
Cunha, Ferreira da, (1901-1970)
© Arquivo Fotográfico de Lisboa

Divulgamos mais uma iniciativa da Associação dos Arqueólogos Portugueses, um conjunto de conferências subordinadas ao tema “1807-2007 – Duzentos anos de destruição e salvaguarda do património histórico nacional”. O evento terá lugar nos próximos dias 25 e 26 de Outubro de 2007.

Local: Auditório da Faculdade de Belas Artes – Largo da Academia de Belas-Artes de Lisboa, ao Chiado

Pode visualizar o programa no seguinte endereço:
http://duzentosanos.blogspot.com/

Cursos de Restauro

restauro-ceramica.jpg

Transcrevemos informação recebida através da lista de discussão Museum.

NOVOS CURSOS LIVRES DE RESTAURO

– Azulejaria e ornamentação cerâmica na Arquitectura do Romantismo – História, Técnicas, Conservação e Restauro
Local: Museu Nacional Soares dos Reis, 8 e 9 de Novembro de 2007

– Restauro Urbano Integrado
Local: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Março de 2008

Azulejaria e ornamentação cerâmica na Arquitectura do Romantismo – História, Técnicas, Conservação e Restauro

Este pioneiro curso livre intensivo incide numa temática que apenas muito raramente é abordada no âmbito da formação superior existente em História da Arte e em Conservação e Restauro: a azulejaria de fachada e toda a espécie de artefactos cerâmicos aplicados à arquitectura portuguesa da segunda metade do século XIX.
Dentro da azulejaria portuguesa, é sabido que o século XIX continua a ser o período histórico menos estudado, subsistindo ainda bastantes dúvidas e até algumas mistificações. Por outro lado, quando se aborda o tema da cerâmica aplicada à arquitectura portuguesa do Romantismo omite-se normalmente a estatuária de fachada, os calões decorados, as balaustradas e arabescos, os vasos decorativos, pinhas e globos – elementos que se complementam entre si e formam, muitas vezes, conjuntos notáveis. Paradoxalmente, a compreensão do valor patrimonial da cerâmica aplicada à arquitectura do século XIX tem implicações muito fortes na questão da reabilitação dos centros históricos portugueses e da própria imagem dos mesmos.
Assim, neste curso livre abordar-se-á o tema da cerâmica aplicada à arquitectura portuguesa do Romantismo, de forma interdisciplinar e minimamente aprofundada (ainda que forçosamente resumida), cobrindo a análise histórica e a análise artística, mas passando também pelas questões técnicas e pelos problemas relacionados com a conservação e o restauro.
Não serão feitas meras declarações de intenções sobre a temática do curso, nem se enveredará por uma via teórica estereotipada. Antes procurar-se-á chamar a atenção para vários aspectos geralmente negligenciados, como a evolução histórica no trabalho dos materiais, os critérios de avaliação patrimonial de componentes não eruditas da arquitectura portuguesa e as consequentes estratégias de intervenção a diferentes escalas.
Serão também apresentados dados inéditos sobre a história da produção de artefactos cerâmicos para fachadas, fruto de investigação recente. Efectivamente, os formadores possuem experiência de investigação, de formação e/ou de prática conservativa nesta área, pelo que o curso será conduzido de forma personalizada e com ligação à realidade. A imagem será um recurso permanente e abundante (perto de mil imagens serão projectadas e comentadas).

Os participantes no curso receberão documentação e certificado de participação (baseado em folhas de presença). Se necessário, serão também emitidas justificações de faltas.

Veja aqui o programa deste curso e outras informações mais detalhadas:
http://franciscoeanamargarida.planetaclix.pt/

Restauro Urbano Integrado

Apesar de serem cada vez mais frequentes em Portugal os congressos, as conferências e a formação pós-graduada sobre o tema da reabilitação urbana, continuamos a constatar erros e falhanços aparentemente incompreensíveis em numerosas intervenções recentes realizadas nos nossos centros históricos. O problema começa logo com a metodologia de análise. É sabido que muitos dos Planos de Pormenor de Centros Históricos são geralmente elaborados por equipas onde nem sequer se incluem especialistas em História do Urbanismo e em Conservação Integrada, tendo como resultado planos pouco (ou mal) fundamentados. Ora, não se conhecendo em detalhe todas as causas históricas de abandono e degradação, rua a rua, não se podem esperar propostas de intervenção bem sucedidas. Não se conhecendo o efectivo valor dos centros históricos como conjuntos e a importância da sua arquitectura de carácter vernacular, não se podem esperar propostas de intervenção com critérios adequados. Não havendo capacidade
de previsão, baseada nas leis do urbanismo orgânico e na antropologia do espaço, o índice de insucesso nas intervenções acaba por ser forçosamente muito elevado, com óbvios prejuízos a todos os níveis: sociais, económicos, ambientais, culturais, etc.
Mais do que reabilitar os edifícios, mais do que intervir avulso em quarteirões e em espaços públicos, é sobretudo necessário recriar e restaurar a lógica dos núcleos urbanos antigos, dentro de um espírito que ainda mal foi experimentado em Portugal, mas que já há alguns anos foi sendo defendido nos International Courses on Integrated Territorial & Urban Conservation, organizados pelo ICCROM.
Hoje, torna-se evidente que a questão dos centros históricos não é um mero problema de arquitectura ou de planeamento urbano. Várias áreas do saber são cada vez mais chamadas a contribuir para o estudo dos centros históricos e para as subsequentes estratégias de intervenção e de conservação: a História da Arte, a Antropologia, a Arqueologia Urbana, a Sociologia Urbana, o Turismo, a Mobilidade e a Engenharia de Transportes, a Geografia Urbana, a Conservação e Restauro, a Museologia, a Economia, a Engenharia Civil, a Arquitectura Paisagista, o Design Urbano, a Gestão de Património, o Direito, etc. Ainda assim, o Restauro Urbano Integrado não constitui um mero somatório de saberes. Trata-se de uma área interdisciplinar recente e com fronteiras ainda mal definidas.
Neste curso livre de Restauro Urbano Integrado apresentar-se-á um conjunto de novas metodologias de análise e de novas estratégias de intervenção, tendo como base uma análise crítica sobre os últimos trinta anos de reabilitação urbana em Portugal.
Ainda que em versão resumida, este será o primeiro curso em Portugal única e exclusivamente dedicado à CONSERVAÇÃO URBANA E TERRITORIAL INTEGRADA e às questões interdisciplinares mais relevantes ligadas ao restauro e à conservação sustentável de núcleos históricos entendidos como conjuntos, indo muito para além da arquitectura e do urbanismo.

Logo que as inscrições para este curso sejam abertas, divulgaremos o horário definitivo e todos os restantes detalhes. De qualquer modo, o programa e os objectivos já podem ser consultados em:
http://franciscoeanamargarida.planetaclix.pt/

Curso "Métodos Laboratoriais de exame para o estudo de pinturas"

restauro-pintura.jpg

Transcrevemos informação relativa ao curso “Métodos Laboratoriais de exame para o estudo de pinturas” a partir da mailing list da ARP.

[…] estão abertas as inscrições para o curso de curta duração “Métodos Laboratoriais de Exame para o Estudo de Pinturas” organizado por esta associação e a decorrer no Centro Científico e Cultural de Macau (CCCM).

Este curso destina-se a conservadores-restauradores, estudantes de Conservação e Restauro e a outros profissionais ligados ao Património Cultural.

Promover cursos de aperfeiçoamento profissional é uma das atribuições da ARP e que se inscreve no Plano de Actividades de 2007, aprovado em Assembleia Geral e disponível para consulta no site.

[…] A inscrição deverá ser efectuada através do site da nossa associação http://www.arp.org.pt
(Menu>>Agenda >> Cursos).

Objectivos

O curso pretende apresentar os fundamentos dos métodos de exame mais usados no estudo de pinturas alguns dos quais facilmente acessíveis aos conservadores, discutir o tipo de informações proporcionadas pelos mesmos e as suas limitações. Trata-se de métodos que podem ser úteis quer para o estudo das obras, quer ara o esclarecimento de aspectos relacionados com o estado de conservação. Sempre que possível, os tópicos serão abordados a
partir da discussão de casos reais. Entre estes poderão ser usados casos apresentados pelos formandos.

Conteúdo

Radiação electromagnética no estudo de pinturas
– Interacção da radiação electromagnética com a matéria
– Materiais constituintes de pinturas de cavalete
– Estrutura de pinturas de cavalete
– Uso da radiação electromagnética no estudo de pinturas

Radiografia
– Fundamentos
– Equipamento e métodos
– Informações proporcionadas
– Limitações
– Análise de casos
– Auto-radiografia

Fotografia e reflectografia de infravermelho
– Fundamentos
– Equipamento e métodos
– Análise de casos

Fotografia de fluorescência de ultravioleta
– Fundamentos
– Equipamento e métodos
– Análise de casos
– Fotografia de reflectância de ultravioleta

Formador
António João Cruz
(n. 1963)

Licenciado e doutorado em Química pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.
Foi colaborador do Instituto José de Figueiredo, onde realizou numerosos estudos de aplicação da ciência ao estudo das obras de arte. É autor de estudos relacionados com a aplicação da química à arqueologia, às obras de arte e a outros contextos relacionados com o estudo e a conservação do património cultural.
Foi docente da Escola Superior de Conservação e Restauro e lecciona/ tem leccionado em cursos de mestrado e de doutoramento de diversas escolas, nomeadamente da Faculdade de Ciências e da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, da Universidade Católica Portuguesa, Porto, e do ISCTE Business School. Integra a comissão coordenadora do Curso de
Mestrado em Química Aplicada ao Património Cultural da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, que funciona actualmente em colaboração com o Instituto Politécnico de Tomar. Desde 2004, é equiparado a Professor Adjunto no Instituto Politécnico de Tomar (Departamento de Arte, Conservação e Restauro). De forma pontual, colaborou em acções de formação da Rede Portuguesa de Museus e do IPPAR.
Actualmente participa em dois projectos de investigação financiados pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia intitulados “The materials of the image: Pigments on Portuguese treatises from the Middle Ages to 1850”
(POCTI/EAT/58065/2004) e “CATHEDRAL – Characterisation and conservation of traditional historical mortars from Alentejo’s religious buildings”
(POCTI/HEC/57915/2004).

Destinatários
Sócios da ARP
Outros Conservadores-Restauradores
Estudantes de Conservação & Restauro
Outros profissionais ligados ao Património Cultural

Número limite de participantes
20 participantes

Duração
12 Horas

Data e Horário
15 e 16 de Outubro
10:00h – 13:00h e 14:30h – 17:30h

Local
Centro Científico e Cultural de Macau (CCCM)
Rua da Junqueira, nº30 Lisboa

Custo
Sócios: 75?
Estudantes: 85?
Não sócios: 95?

Ficha de Inscrição
http://www.arp.org.pt
Menu>>Agenda >> Cursos

Curso Normas

Preservação e Conservação de documentos gráficos, 12-14 Set 2007

Divulgamos mais uma iniciativa do Museu da Presidência para a formação.
O curso intitula-se “Preservação e Conservação de documentos gráficos”, uma formação de 18 horas a ter lugar no Museu da Presidência entre os dias 12 e 14 de Setembro.

Este será o primeiro curso de oito já agendados até ao final de 2008, para além da realização de dois seminários. As áreas de formação são diversificadas, mas sempre ligadas ao Património, à Museologia, ao arquivo e às actividades culturais em geral.

O prazo limite para as inscrições deste primeiro curso terminaram ontem, mas fica aqui a informação.

Cartaz divulgação
Ficha de Inscrição
Programa

Mais informações, consulte o “site”:
http://www.museu.presidencia.pt/

Sugestão de Leitura: "40 Anos do Instituto José de Figueiredo"

capa-livro-jose-de-figueiredo.jpg

40 Anos do Instituto José de Figueiredo
Autores: José Alberto Seabra Carvalho, Alexandra Curvelo, Emília Ferreira, Sandra Leandro, Alexandre Nobre Pais, Mário Pereira, Isabel Ribeiro, Paulo Simões Rodrigues, Pedro Sousa, Maria Helena Souto
Publicação: Lisboa, IPM, 2007
Descrição Física: 144 p.
ISBN: 972-99476-6-X

A publicação que aqui damos destaque foi lançada recentemente pelo Instituto dos Museus e da Conservação no contexto do dia internacional de Museus.

Resumo:
O Instituto Português de Conservação e Restauro, antigo Instituto José de Figueiredo, organismo de referência na área da Conservação e Restauro em Portugal, celebrou recentemente 40 anos de actividade. Entre os projectos comemorativos, elaborou-se uma monografia que procurou dar visibilidade ao trabalho desenvolvido por este organismo e promover uma reflexão crítica sobre as teorias e práticas da conservação e restauro em Portugal. Para o efeito foram contactados dez investigadores especializados em cada uma das áreas em estudo que, apoiados pelo acervo do I.P.C.R., traçaram um percurso desta actividade no nosso país.

Fonte: Site RPM

Lançamento n.2 Museal

Vai ser apresentada pela Dr.ª Adília Alarcão o n.º 2 da MUSEAL, Revista de Museologia do Museu Municipal de Faro, no dia 15 de Junho às 18:00 no auditório do Museu Municipal de Faro.

Este número é dedicado ao tema “Conservação Preventiva. Prevenir para preservar o património museológico.” .

A estrutura divide-se em três partes, a primeira com artigos transversais à problemática da conservação preventiva; a segunda, com artigos dedicados aos materiais e a terceira intitulada dossier Algarve que apresenta três exemplos de Conservação Preventiva.

A missão da MUSEAL consiste em divulgar reflexões e práticas na área da Museologia, com o intuito de contribuir para a criação de competências e para o incentivo à troca de informação entre os profissionais ligados a museus.

Os objectivos da revista passam por:

– Divulgar a prática museológica regional

– Contribuir para a concretização de uma rede regional de museus

– Reflectir sobre aspectos da Museologia contemporânea

– Dinamizar grupos de reflexão sobre questões da museologia

– Contribuir para uma melhor prática profissional

– Criar um instrumento de troca de experiências entre profissionais

A Revista integra um Conselho Científico composto por: António Nabais (Presidente da Associação Portuguesa de Museologia), Clara Camacho (Subdirectora do Instituto de Museus e Conservação), João Brigola (Universidade de Évora) e José d’Encarnação (Universidade de Coimbra).

Índice

ALARCÃO, Catarina, “Prevenir para preservar o património museológico”

CARVALHO, Gabriela, AMARAL, Joana e TISSOT, Mathias, “A conservação preventiva após a Lei-Quadro dos Museus Portugueses – Previsões e expectativas”

Temáticos

FALCÃO, Lina, “Preservar Cabedais”

CORREIA, Inês, “Conhecer e Gerir Factores de Risco – um compromisso
partilhado (Documentos Gráficos)”

FRAGOSO, Sara Leite, “Conservação Preventiva de objectos em metal”

ALMEIDA, Anabela e ALARCÃO, Catarina, “A Preservação da Pedra no Património Móvel e Imóvel Um mesmo material – uma abordagem distinta”

FERREIRA, Maria João Pacheco, “Da necessidade de uma política de prevenção
do património têxtil nacional”

DELGADO, Dulce, “Conservar com Sensibilidade (Pintura)”

REDOL, Pedro, “O Vidro”

Dossier Algarve

PATÉ, Susana, “A conservação preventiva no Museu Municipal de Faro – O Passado, o Presente e o Futuro”

GAMEIRO, José e MACHADO, Andreia, “O edifício do Museu de Portimão como elemento estratégico da conservação preventiva”

ESTEBAN, Leonor, “Serviço de Arqueologia, Conservação e Restauro da Câmara
Municipal de Tavira – Conservação Preventiva”

Lançamento revista "e_conservation: the online magazine"

revista-restauro-1.jpg

Divulgamos o lançamento de uma nova página dedicada à Conservação e Restauro do Património Cultural:

http://www.e-conservationline.com/

A página foi criada com vista à publicação de uma nova revista “e_conservation, the online magazine” que será inteiramente dedicada a todos os profissionais ligados à Conservação e Restauro do Património Cultural.

Objectivos

O nosso principal objectivo é promover o desenvolvimento da Conservação e Restauro oferecendo livre acesso à informação. Queremos facilitar a consciência internacional de projectos locais de todo o mundo que de outra maneira poderiam ficar limitados. Pretendemos
publicar artigos de qualidade em Conservação e Restauro e outros domínios relacionados, artigos académicos e não académicos, casos de estudo, entrevistas, notícias e eventos, entre outros.

Os artigos científicos serão revistos por um comité científico internacional composto por conservadores-restauradores e cientistas.

A Página

Aparte a revista, a página oferece diversas características que a comunidade de conservadores-restauradores terá certamente interesse: um calendário de eventos que conta actualmente com mais de uma centena de eventos relacionados com Conservação e Restauro a nível mundial, uma base de dados online com anúncios de emprego e estágios e uma lista de cursos para profissionais, entre outros. A página oferecerá também as mais recentes notícias, sendo permanentemente actualizada pela nossa equipa.

Submissão de Artigos

Está aberto o período de submissão de artigos para a revista e_conservation. Os tópicos possíveis são vários e incluem tratamentos de conservação e restauro, ciências da conservação, teoria, conservação preventiva, gestão cultural, documentação, ética e muitos outros.

O 1.º número da revista estará disponível na página a partir de Setembro/Outubro em formato digital e o seu download será gratuito.

Mais informações:
email: general@e-conservationline.com
http://www.e-conservationline.com/

Fonte: Lista de Discussão “Museum”

CONF:"Brandi e o conceito de espaço: Teoria e Praxis no Restauro Arquitectónico"

cesare-brandi.jpg

Cesare Brandi (1906-1988)

Divulgação de Seminário Internacional na Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa- FA-UTL, 28 de Maio 2007: “BRANDI E O CONCEITO DE ESPAÇO: Teoria e Praxis no Restauro Arquitectónico”. O evento insere-se no contexto do 6º Curso de Mestrado em Reabilitação de Arquitectura e Núcleos Urbanos da FA-UTL.

Participação gratuita, com pré-inscrição obrigatória através do email: estudosavancadosreabilitacao@fa.utl.pt

Mais informações:
http://mestrado-reabilitacao.fa.utl.pt/

IPCR lança guia sobre Preservação do Património da Igreja

patrimonio-da-igreja2.jpg

O Instituto Português de Conservação e Restauro – IPCR divulga no seu site o lançamento de um guia: “Preservação do Património Histórico e Artístico das igrejas”. Esta publicação pretende ser um instrumento de apoio destinada a todos os que têm a seu cargo a gestão do património das igrejas, com vista a assegurar a preservação do acervo e do edifício.

Pretendemos disponibilizar um conjunto de informações simples, de fácil compreensão e apreensão, que possam servir de alerta e possibilitar a detecção dos perigos e vulnerabilidades, visando a implementação das medidas de conservação e segurança necessárias para impedir ou minorar as causas eventuais de degradação, designadamente no que diz respeito aos riscos mais comuns para este tipo de património cultural.

A publicação tem a data de Outubro de 2006 e encontra-se disponível para download.

Preservação do Património Histórico e Artístico das Igrejas

Fonte: Site IPPC

"Redefining the Museum for Contemporany Art", Porto, 20 Abril 2007

poster-redefining-the-museum.jpg

No próximo dia 20 de Abril terá lugar na Universidade de Belas Artes da Universidade do Porto um seminário intitulado “Redefining the Museum for Contemporany Art”. O seminário destina-se a estudantes, investigadores e profissionais na área da Arte, História da Arte, Museologia, Conservação e Curadoria.

Sobre o seminário:

Essential to contemporary art is the shift towards the concept away from the material object, as much as the use of non traditional and degradable materials or the use of technology as an essential part of the work. Other relevant aspects are the often unorthodox process, individual artistic intent, involvement of the spectator, relation to the site, or the ephemeral nature of the works. Contemporary disparate forms of art production challenges interpretation as well as museum traditions of collecting, preserving and presenting art works, creating tensions that sometimes require unconventional decisions.

This one day seminar will be comprised of two sessions, a morning session to present and discuss the larger issues regarding the challenges presented to the museum by the specific nature of contemporary art and an afternoon session that will allow for more focused consideration of the issues using case studies.

Data limite das inscrições: 18 Abril

O programa está disponível em:
http://museu.rmca.fba.up.pt/program.htm

Sugestão de Leitura: "A conservação preventiva da herança documental em climas tropicais: uma bibliografia anotada"

conservacao-preventiva.jpg

A conservação preventiva da herança documental em climas tropicais: uma bibliografia anotada
Autor: René Teijgeler
Publicação: B.N., 2007

Decorreu no passado dia 21 de Março o lançamento da obra “A conservação preventiva da herança documental em climas tropicais: uma bibliografia anotada” na Biblioteca Nacional.

Sobre o livro:

(…) Em sessenta anos de ciência da conservação muita coisa mudou; a complementaridade que registamos com este livro é seguramente uma mudança maior. Por outro lado, ter a possibilidade de dispor dum manual deste tipo para toda a comunidade de língua portuguesa, constituía um desafio enorme, profissionalmente muito compensador. (…) Também devo sublinhar que a tradução deste livro é duplamente oportuna. Do ponto de vista da orientação científica porque nunca é demais explicar e divulgar que as instituições, e os seus profissionais, devem optar pela conservação preventiva. Não há mais tempo, dinheiro ou perícia humana suficientes para os cuidados que a vasta massa documental exige. Esta ideia tem de solidificar
desde a primeira decisão ou, como diz o autor, não fosse um bom edifício a primeira linha de defesa.
Do ponto de vista prático, trata-se de mais um trabalho que se insere, na perfeição, na linha editorial da Biblioteca Nacional de Portugal para esta temática no exercício da sua missão normalizadora.

[Excerto da apresentação do livro, por Maria Luísa Cabral]

Esta obra encontra disponível na íntegra no seguinte endereço:
http://purl.pt/13853/1/