Arquivo de etiquetas: mediação

Curso de Formação para Mediadores Culturais

A empresa Mapa das Ideias ((A Mapa das Ideias, em colaboração com os Museus de Loures, foi responsável pela organização de uma conferências internacional – EMAC (European Museum Advisors Conference), que trouxe a Portugal (Maio/Junho 2012) vários profissionais de museus europeus para discutir boas práticas (cf.http://museumadvisors.wordpress.com)) (Prémio APOM 2011) está a desenvolver um projecto ligado à formação de mediadores culturais. Em baixo, encontra toda a informação relevante sobre o projecto (objectivos, actividades previstas, etc.)

“A Mapa das Ideias está a coordenar um projecto financiado pelo Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida da Comissão Europeia, que tem a criação de um Curso de Formação para Mediadores Culturais. Este curso  tem o objectivo ir ao encontro das necessidades institucionais e profissionais de Mediadores de Museus dos países europeus envolvidos no projecto, nomeadamente Portugal, Espanha, Estónia, Finlândia e Itália.

Ao desenvolver esta área de formação comum entre os profissionais de museus nos cinco países participantes, o projeto irá estimular a criação de orientações formativas e profissionais nos Serviços de Mediação e Educação dos Museus. Como resultados, pretendemos criar:

– Avaliação das necessidades de formação

– Quadro de formação com oradores europeus, conteúdos interativos que lidam com questões – transversais e específicas – em diferentes contextos nacionais.

– Publicações técnicas e website.

– Rede Europeia de Profissionais de Mediação e Educação em Museus.

– Criação de um Thinktank Europeu dedicado à Mediação Cultural e Educação nos Museus.

– Mestrado Erasmus Mundus no Instituto Politécnico de Tomar.

– As propostas específicas para os cursos de formação profissional para desempregados, adaptado para os diferentes contextos nacionais.

Deste modo, gostaríamos de pedir a sua colaboração no preenchimento e/ou divulgação do seguinte inquérito, que não demorará mais de 15 minutos e cujo preenchimento é fundamental para o êxito deste projeto. Pode reencaminhar para outros colegas envolvidos nas áreas da mediação cultural e educação nos museus.

Em Setembro de 2013 iremos lançar a acção-piloto em Portugal com 25 formandos. Caso tenha interesse em participar, sem custos associados, por favor envie um email para cristina.reboredo@mapadasideias.pt. Entraremos em contacto para as provas de selecção em Junho.

Para conhecer mais sobre este projecto que é uma importante referência do trabalho desenvolvido em Portugal no espaço Europeu, pode consultar o website oficial.”

(Fonte: Informação enviada por Inês Bettencourt da Câmara)

Museus e seus vizinhos, redesenhando limites cidadinos

 
© Ana Carvalho

Museus e seus vizinhos, Redesenhando limites citadinos
Autora: Célia Dulce Godinho Machado
Orientação: Alice Semedo
Relatório de Projecto para obtenção do Grau de Mestre em Museologia na Universidade do Porto
Dezembro 2011

Resumo: Numa contemporaneidade em que os museus que se assumem como fóruns de Animação Sociocultural e de Mediação entre a humanidade e as suas colecções, o Museu do Papel Moeda, localizado em Aldoar, inicia um caminho desafiante de aproximação à sua vizinhança.
Este relatório de projecto situa-se no arranque desse percurso, quando surge a necessidade de conhecer que traços caracterizam essa vizinhança, compreender a qualidade das suas relações, perceber que representações detém do Museu e entender como este lhe poderá oferecer suporte social.
Perfilando-se como um estudo de caso, o documento divide-se em três capítulos, ao longo dos quais é construído um corpus teórico e metodológico e apresentada a práxis, na qual se baseiam as principais reflexões e conclusões da investigação. Como resultado obtém–se uma análise do território de Aldoar e das suas representações face ao Museu, tendo por base entrevistas aplicadas à vizinhança e grupos de discussão, onde se reuniram diversos líderes comunitários. O processo culmina numa proposta facilitadora do envolvimento bilateral Museu/Vizinhança, intitulada “Fórum Aldoar: plataforma de reflexão, discussão e acção”, em que o Museu é encarado como elemento facilitador das relações intra-institucionais intercomunitárias, de partilha de recursos e amplificador de potencial comunitário.
Este género de trabalho diagnóstico revela-se extremamente importante no core de uma Museologia que se esforça por esboçar, aplicar e avaliar estratégias de aproximação comunitária, que incorpora a polémica dos ideais e a discussão das ideias e que constrói museus onde a vizinhança não é apenas visitante mas, finalmente, habitante.

Palavras-chave: museologia, mediação, urbanidade, vizinhança, colaboração, desenvolvimento.

Abstract: In a contemporary world in which museums identify themselves as forums for Sociocultural Animation and Mediation between humanity and its collections, the Museum of Paper Money, located in Aldoar, begins a challenging path to move closer to its neighbours.
This project report is located at the start of this journey, when arises the need to know what characterizes this neighbourhood, to understand the quality of their relationship, to realize what representations are held towards the Museum and to comprehend how the Museum may be able to offer social support.
Profiling as a case study, the document is divided into three chapters, which present the theoretical, methodological and practical structure of the project. As a result we get an analysis of the territory of Aldoar and of its representations towards the Museum, based on interviews applied on the surrounding neighbourhood and discussion groups, where several community leaders met. The process culminates in a facilitator proposal of bilateral involvement Museum/Neighbourhood entitled “Forum Aldoar: platform for reflection, discussion and action,” in which the Museum is regarded as an inter-institutional relationship mediator, a sharing of resources facilitator and a community potential amplifier.
This form of diagnostic work is extremely important in the core of a Museology that struggles to create, implement and evaluate strategies for community work, which incorporates the controversy of ideals and the discussion of ideas, and builds up museums where the neighbourhood is not just another visitor but, hopefully, an inhabitant.

Keywords: museology, mediation, urbanity, neighbourhood, cooperation, development

Résumé: Dans une contemporanéité où les musées se posent comme des forums d’Animation Socioculturelle et de Médiation entre l’humanité et ses collections, le Musée de la Monnaie de Papier, situé à Aldoar, débute un parcours défiant d’approche à son voisinage.
Ce rapport de projet se trouve au départ de ce parcours alors que surgit le besoin de connaitre les caractéristiques de ce voisinage, prendre conscience de la qualité de leurs relations, percevoir quelles représentations détient-il du musée et comprendre de quelle façon celui-ci pourra lui offrir un soutien social.
Présenté comme une étude de cas, le document se divise en trois chapitres au long desquels se construit un corpus théorique et méthodologique et se présente l’utilité sur laquelle reposent les principales réflexions et conclusions de cette recherche. Le résultat obtenu est une analyse du territoire d’ Aldoar et de ses représentations face au musée, à partir d’entrevues destinées au voisinage et de groupe de discussions, où se sont réunis plusieurs dirigeants communautaires. Le processus culmine par une proposition complaisante de l’engagement bilatéral Musée/Voisinage, intitulé « Forum Aldoar: plateforme de réflexion, discussion et action », où le musée est perçu comme un élément qui facilite les relations intra-institutionnelles intercommunautaires de partage des ressources et qui augmente le potentiel communautaire.
Ce genre de travail diagnostique se révèle extrêmement important au coeur d’une muséologie qui s’éforce de tracer, appliquer et évaluer des stratégies d’approche communautaire, qui associe la polémique des idéaux et la discussion des idées et qui construit des musées où le voisinage n’ai pas que visiteurs mais, en définitive, habitant.

Mots-clés: muséologie, médiation, urbanité, voisinage, collaboration, développement.