Arquivo de etiquetas: museologia crítica

“Museologia Critica, Arte e Educação: Análise de três estudos de caso”

Na próxima quarta-feira, dia 7 de março, Genoveva Oliveira dará uma conferência na Universidade de Évora intitulada: “Museologia Critica, Arte e Educação: Análise de três estudos de caso”.

Genoveva Oliveira defendeu recentemente a sua tese de doutoramento em museologia na Universidade de Évora (que oportunamente aqui divulgaremos), reflectindo sobre o papel da educação, especialmente nos museus de arte.

O tema da educação nos museus tem demonstrado ser uma área de algum dinamismo nos últimos anos em Portugal e que revela sinais de mudança claros, não só pela escolha do tema como objecto de investigação na academia, como também pela realização de conferências (algumas das quais temos vindo a divulgar aqui), cursos (pequena duração) bem como a criação de redes de trabalho e/ou partilha (ex. REcose). Esta é, creio, actualmente uma das áreas de maior fulgor nos museus, apostada em alterar um estado de coisas mais estático e mais tradicional (ainda muito centrado na sua relação com as clientelas habitais), para mostrar o potencial do museu como espaço da educação não formal, de especial relevância no coração da actividade museológica (e não apenas subordinado às restantes funções museológicas).

A conferência realiza-se no Auditório do Colégio Pedro da Fonseca, Departamento de Pedagogia e Educação, pelas 17h, na Universidade de Évora.

Sobre a Genoveva Oliveira:
http://museologiaporto.ning.com/profile/MariaGenovevaMoreiraOliveira

Anthony Shelton em Portugal

Nicola Levell e Anthony Shelton
7 Out. 2011, Universidade do Porto
Foto de Ana Carvalho

Anthony Shelton e Nicola Levell estiveram em Portugal para uma conferência na Universidade do Porto no passado dia 7 de Outubro de 2011 no contexto da abertura do ciclo de seminários “Estudos de Museus e Curadoria” do Doutoramento em Museologia.

Anthony Shelton é Professor de Antropologia na University of British Columbia Vancouver, director do Museum of Anthropology (UBC MOA), e director do MOA Centre for Cultural Research, no Canadá. Nicola Levell está ligada também à University of British Columbia.

A ligação de Shelton a Portugal é mais ou menos conhecida, até porque deu aulas na Universidade de Coimbra durante cerca de 10 anos. No entanto, esta foi a primeira vez que colaborou com o doutoramento de museologia do Porto. Shelton apresentou uma comunicação intitulada “Critical Theory and ‘Post-Colonial’ Museums”, cujo enfoque se centrou sobre a definição de “museologia crítica” e os aspectos fundamentais desta corrente. Ao que tudo indica, Shelton está a escrever um livro sobre este tema. Por sua vez, Nicola Levell apresentou a seguinte comunicação: “Haida Goes Pop: Beyond Site-specificity, Indigeneity and Museum Flux”.

Alguns links com pequenas biografias de Shelton:

http://www.anth.ubc.ca/people/anthropology-faculty/anthony-shelton.html

http://www.uleth.ca/finearts/departments/art/events/2011/01/anthony-shelton-speaks-architecture-and-design-now-mon-jan-10-6-pm-rm

Ficam algumas referências bibliográficas:

Shelton, Anthony. 1997. My Others’Others Other: the limits of Museum Etnhography. Antropologia Portuguesa (14):37-62.
———. 2001. Museums in an age of cultural hybridity. Folk – Journal of the Danish Ethnographic Society 43:221-250.
———. 2001. Unstettling the meaning: critical museology, art and anthropological discourses. In Academic anthropology and the museum: back to the future, edited by M. Bouquet. New York, Oxford: Berghahn.
———. 2006. Museums and anthropologies: practices and narratives. In A companion to museum studies, edited by S. Macdonald. [Oxford]: Blackwell.