Arquivo de etiquetas: Museu de Arte Arquitectura e Tecnologia

Boletim do ICOM é dedicado ao tema dos Museus e Paisagens Culturais

Na capa uma imagem da paisagem das Linhas de Torres

Imagem da capa: Forte da Ajuda Grande, Bucelas, Loures. Vista interior da fortificação e paisagem. Fotografia de Florbela Estevão

O boletim de Maio do ICOM Portugal (Comissão Nacional Portuguesa do Conselho Internacional dos Museus) é dedicado aos Museus e Paisagens culturais, tema do Dia Internacional de Museus de 2016. Lançado o repto, como podem os museus articular-se de forma mais efectiva com o território, com a sua compreensão e interpretação?

Florbela Estevão (investigadora do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa) apresenta como estudo de caso a Rota Histórica das Linhas de Torres, um projecto de patrimonialização da paisagem em curso desde 2007 e de iniciativa intermunicipal. Trata-se de um complexo monumental e natural no qual se destaca um conjunto de fortificações militares do séc. XIX que importa estudar e dar a conhecer. Para além dos seis centros de interpretação já criados, o projecto em curso implicará um esforço continuado de manutenção e valorização com vista à sua sustentabilidade que deverá assentar numa programação regular de actividades, na criação de parcerias e na articulação com as comunidades.

Destacando a Carta de Siena (2014) sobre museus e paisagens culturais que deverá dar lugar a uma declaração do ICOM na próxima 24.ª conferência geral, Joana Sousa Monteiro (directora do Museu de Lisboa) e Dália Paulo (directora do Museu Municipal de Loulé) (em “Perspectivas”) fazem uma síntese de algumas ideias-chave presentes neste documento. Os desafios são vários, desde logo, a capacidade dos museus promoverem abordagens integradas e interdisciplinares e, por sua vez, formarem equipas multidisciplinares para as colocarem em prática.

Em entrevista, Ana Paula Amendoeira (directora regional de cultura do Alentejo), traça um panorama mais alargado da discussão em torno da paisagem cultural no contexto das políticas públicas para o património. Que constrangimentos, que balanços e que desafios futuros? O envolvimento das comunidades é palavra-chave.

Merece particular destaque o artigo sobre Pedro Gadanho (“Museus e Pessoas”), que desde Outubro de 2015 dirige o Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia (MAAT), a inaugurar este ano. A marcar indelevelmente a paisagem ribeirinha do ponto de vista arquitectónico, o novo museu de arte contemporânea trará também novas e desafiantes dinâmicas para Lisboa e para a internacionalização da arte portuguesa.

O próximo boletim (Setembro) será dedicado à Recomendação Relativa à Protecção e Promoção dos Museus e das Colecções adoptada pela UNESCO em 2015.

****

Boletim ICOM Portugal 06 Maio 2016: Museus e Paisagens Culturais

Conteúdos:

02 | EDITORIAL, por Ana Carvalho

03 | MENSAGEM DO PRESIDENTE, por José Alberto Ribeiro

05 | BREVES

09 | EM FOCO: Linhas de Torres como Paisagens Culturais: Algumas Reflexões sobre um Projecto Contemporâneo de Patrimonialização, por Florbela Estevão

13 | PERSPECTIVAS, Sobre a Carta de Siena: Museus e Paisagens Culturais, por Joana Sousa Monteiro; e Dália Paulo

18 | ENTREVISTA com Ana Paula Amendoeira

NOTÍCIAS ICOM
25 | Uma Jornada de Reflexão Estimulante, por Clara Frayão Camacho
27 | Turismo, Inclusão, Informação, por António Nunes Pereira
29 | Museums, One Object, Many Visions, por Dália Paulo
31 | Notas de Balanço Crítico das Jornadas de Primavera, por Graça Filipe
34 | Museus & Pessoas: Pedro Gadanho, por Ana Carvalho

PUBLICAÇÕES
37 | Sugestões de leitura
38 | Links úteis
39 | Novas edições 2016

AGENDA
44 | Conferências, encontros, debates
47 | Formação
48 | Chamada de propostas

O Boletim está disponível online: http://icom-portugal.org/boletim_icom,156,lista.aspx

****

Boletim ICOM Portugal (ISSN 2183-3613) é uma edição da Comissão Nacional Portuguesa do Conselho Internacional de Museus (ICOM Portugal). Tem como objectivo a partilha de informação, de ideias e de boas práticas entre os profissionais de museus, contribuindo para o desenvolvimento e dinamismo do sector. A nova série (III), da responsabilidade de Ana Carvalho, teve início em Outubro de 2014. Publica-se três vezes por ano (Janeiro, Maio e Setembro) e apresenta-se em formato digital.