Arquivo de etiquetas: museus arqueologia

Museus de Arqueologia e práticas educativas

Museu do Vale do Côa  © Ana Carvalho, 2012

Museu do Vale do Côa © Ana Carvalho, 2012

Antas, Mário. 2014. A Comunicação Educativa como Factor de (re)valorização do Património Arqueológico: Boas Práticas em Museus de Arqueologia Portugueses. Tese em museologia, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

Mário Antas (Museu Nacional de Arqueologia) na sua tese de doutoramento fez uma análise comparativa de boas práticas no âmbito educativo em sete museus de arqueologia: Museu Nacional de Arqueologia, no Museu Monográfico de Conímbriga, no Museu do Vale do Côa, no Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo, no Museu da Associação dos Arqueólogos Portugueses e no Museu Geológico. A tese está acessível aqui.

****

Resumo:

No presente trabalho de investigação procuramos analisar a comunicação educativa como factor de (re)valorização do património arqueológico através de exemplos de boas práticas em museus de arqueologia portugueses.

No enquadramento teórico e metodológico aplicado à tese, descrevemos a arquitectura conceptual e os conceitos estruturantes (comunicação, educação, comunicação educativa e boas práticas educativas em museus, revalorização do património arqueológico e museus de arqueologia). Criámos um novo modelo de estudo, que denominados de museologia arqueológica participativa, baseado na sociomuseologia e nos princípios da musealização da arqueologia e da transversalidade do Património arqueológico.

A museologia arqueológica participativa visa a construção de estratégias de comunicação e de ambientes de aprendizagem expressas em acções comunicativas e educativas no sentido de tornar os visitantes participativos, através da mediação, da museografia e dos recursos museográficos. Assim, o objectivo final passa por tornar o museu num centro de aprendizagem e participativo onde os visitantes possam fazer os seus próprios caminhos de aprendizagem e de produção de conhecimento.

Elaboramos uma análise reflexiva sobre história dos Museus de Arqueologia. Analisamos a evolução de conceitos e tipologias dos museus de arqueologia. Identificamos vários tipos de espaços museológicos de arqueologia e procedemos ao seu recenseamento até 2013.

A nível das estratégicas de comunicação educativa, efectuamos uma investigação comparativa entre as estratégias de comunicação educativa presenciais e a distância utilizadas nos museus de arqueologia.

Por último, identificámos e procedemos a uma análise comparativa de boas práticas de comunicação educativa em museus arqueológicos portugueses. Assim, para além da mais-valia dessas boas práticas, apontamos o caminho para que as mesmas se articulem em rede. Só assim, as boas práticas podem passar da excepção para a regra e contribuírem de uma forma assertiva para a (re)valorização do património arqueológico envolvendo os visitantes e respectivas comunidades, ou seja, devolvendo o património participado como memória colectiva à própria sociedade.