Arquivo de etiquetas: políticas culturais e museus

Novo número temático da revista MIDAS é sobre políticas culturais e museus

capa da revista MIDAS em que a imagem mostra laranjeiras

“Lição de casa: museus” (2012-2015) [fotografia criada a partir do interior do Museu Nacional de Machado de Castro, captando a sua área envolvente] © Aline Dias. Conceção da capa de Elisa Noronha Nascimento

Acaba de ser publicado o mais recente número da revista MIDAS, o dossier temático “Políticas Culturais e Museus”, coordenado por Ana Carvalho, Clara Frayão Camacho e Raquel Henriques Silva. Encontra-se disponível em acesso aberto aqui: https://journals.openedition.org/midas/2682

****

MIDAS 13 – Políticas Culturais e Museus

Sob a coordenação de Ana Carvalho, Clara Frayão Camacho e Raquel Henriques da Silva

Editorial | Políticas culturais e museus: algumas perspectivas

Artigos

José Soares Neves | Políticas culturais de museus em Portugal: ciclos e processos de reflexão estratégica participada

Graça Filipe, Conceição Serôdio, Leonor Calvão Borges e Ana Margarida Dias da Silva | Reflexão sobre políticas públicas e gestão de coleções em instituições de memória em Portugal

Ana Temudo | Current challenges to African cultural heritage: A case study of Guinea-Bissau

Carolina Silva | O impacto das políticas culturais no desenvolvimento de programas para jovens na Tate entre 1989 e 2019

Ensaios

Sara Barriga Brighenti | A cultura e a promoção da democracia: Recomendações da Carta do Porto Santo para os museus

Recensões críticas

Flora Maravalhas | Félix Dupin-Meynard e Emmanuel Négrier, ed. – Cultural Policies in Europe: a Participatory Turn?

Laura Castro | Robert R. Janes e Richard Sandell, eds. – Museum Activism

Sofia Carvalho | Alejandra Alonso Tak e Ángel Pazos-López (eds.)  – Socializing Art Museums: Rethinking the Publics’ Experience

André de Soure Dores | Luís Filipe da Silva Soares – O Palácio Nacional da Ajuda e a sua Afirmação como Museu

José Gabriel Andrade | Diana Marques – Realidade Aumentada em Exposições de Museu. Experiências dos Utilizadores

Miguel Ferrão | Sofia Ponte – Transformar Arte Funcional em Objeto Museal

Em debate: redes e parcerias colaborativas em prol da democracia cultural

Nos próximo dias 23 e 24 de Março 2021 decorre a conferência digital “Museus e Responsabilidade Social – Participação, Redes e Parcerias” no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia. Programa disponível em: http://conferencemuseumsandsocialresponsibility.dgpc.pt/?p=34

No dia 23, um dos painéis será sobre “Redes e parcerias colaborativas em prol da democracia cultural”. Terá como formato uma entrevista, feita por Ana Carvalho a Paulo Pires do Vale, Comissário do Plano Nacional das Artes, sobre o tema “Territorializar, mobilizar, colaborar e indisciplinar: estratégias do Plano Nacional das Artes”.

***

Paulo Pires do Vale é filósofo, professor universitário, ensaísta e curador. Foi Presidente da AICA (Associação Internacional de Críticos de Artes) – Portugal. Desde 2019, é Comissário do Plano Nacional das Artes, uma iniciativa do Ministério da Cultura e do Ministério da Educação com a missão de aproximar as artes, o património e a cultura da vida dos cidadãos, em particular das crianças e dos jovens.

Ana Carvalho é investigadora de pós-doutoramento no Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades (CIDEHUS) da Universidade de Évora. Doutorada em História e Filosofia da Ciência, especialização Museologia e mestre em Museologia (Universidade de Évora). Membro do Grupo de Projeto Museus no Futuro (2019-2020), uma iniciativa do Ministério da Cultura com o objetivo de propor recomendações de política pública. Colaborou como investigadora no projeto Mu.SA – Museum Sector Alliance (2016-2020) sobre os desafios da transformação digital para os museus. É uma das fundadoras da revista MIDAS – Museus e Estudos Interdisciplinares. A sua investigação tem-se centrado em temas do património, da história da museologia e da museologia contemporânea.